A ruptura digital foi identificada como uma das tendências mais influentes do século XXI, já que criou novas regras e hábitos na maneira como vivemos e trabalhamos. Tudo mudou, novamente, em todos os aspectos e sentidos que possamos imaginar, desde controles financeiros a emissão de boletos e controles fiscais.

Em uma era de acesso sem precedentes à tecnologia e dados, estudos como o KPMG’s 2016 Global CEO Outlook mostram que mais de 80% dos líderes empresariais da ASEAN tem a convicção de que o período dos próximos 3 anos serão mais importantes para o sucesso de um empreendimento do que os 50 anos passados.

Antes, as finanças eram consideradas algo com importância contábil e não tão estratégica.  Na era digital, os CFOs devem olhar além de suas funções tradicionais para se tornarem estrategistas de toda a empresa, um líder em inovação e mudança. Resumindo: deve ser um tomador de decisões pró-ativo, que aproveita a tecnologia e as soluções financeiras para analisar o panorama geral.

Os CFOs agora desempenham um papel fundamental na hora de ajudar os CEOs. É o momento perfeito para os CFOs analisarem a cadeia de valor de suas empresas e questionarem onde estão as maiores oportunidades de lucros que ainda não são aproveitadas.

Estamos na era do CFO digital

Dar suporte a um CFO digital é mergulhar em um infinito de análises financeiras e contar com as ferramentas tecnológicas mais adequadas. No entanto, usar novas tecnologias é apenas um aspecto relevante na hora de se tornar um CFO digital.

Além de ser apenas um especialista em tecnologia, há algumas características essenciais para um CFO digital. Vejamos cada um delas individualmente?

Liderança estratégica

Um CFO digital deve ser estratégico na forma como conduz os negócios, e principalmente entender quais são as possíveis mudanças do cenário externo, antes mesmo de que aconteçam.

Segundo o relatório citado no começo deste artigo, quase dois terços dos CEOs acreditam que o papel do CFO terá uma importância crescente nos próximos anos. Ainda assim, um de cada três CEOs acredita que seus CFOs ainda não estão totalmente preparados para os próximos desafios.

Os CFOs têm insights tão profundos sobre a economia do negócio como líderes de outras áreas. Eles podem aproveitar seus conhecimentos particulares para tomar decisões proativas que contribuam para o crescimento em toda a empresa. Com isso, tornam-se parceiros estratégicos dos CEOs.

Criação de valor orientada por dados

Na era digital, o volume de informações disponível está aumentando de forma exponencial. Um CFO digital é aquele que pode ir além, e transformar dados em valor real.

Novas tecnologias de gerenciamento de dados estão dando aos CFOs acesso a insights em tempo real, permitindo tomadas de decisão melhores e mais eficiente, baseadas em dados concretos, e não na intuição. O aproveitamento desses recursos para extrair insights colabora com o engajamento dos CFOs nas escolhas de investimentos estratégicos e em novas parcerias de negócios.

Trabalho digital

A evolução da Automação de Processos Robóticos (RPA), o machine learning e as tecnologias cognitivas prometem transformar soluções como as de SaaS e criar uma nova categoria de ferramentas. Um CFO digital deve ser capaz de otimizar essas oportunidades. Utilizar a revolução da inteligência ajuda a alcançar ganhos incomparáveis, seja ​​em eficiência corporativa ou na otimização de custos, gastos e investimentos.

Não há dúvidas de que o papel do CFO está mudando rapidamente. As características citadas no post de hoje mostram o aumento das expectativas sobre os CFOs, que precisam entender novas formas de agregar valor e impulsionar o desenvolvimento de negócios em um ambiente de constantes mudanças tecnológicas.