fbpx

Finnet

Controle Financeiro Empresarial: Como fazer um planejamento?

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Email

O controle financeiro empresarial é uma grande aliada para os gestores financeiros que procuram o equilíbrio no caixa das empresas, pois é através dele que um planejamento verdadeiramente eficaz surge, com metas e operações realistas para cada empresa.

Quando falamos de organizações de grande porte, se torna impossível fazer esse controle apenas através de planilhas, onde requer uma alimentação manual, que está propensa a erros, e uma grande demanda de processos operacionais.

Por este motivo, vamos falar o que é o controle financeiro empresarial e como a tecnologia é a sua grande aliada nesse momento! Continue a leitura!

 

O que é controle financeiro empresarial?

O controle financeiro empresarial diz respeito ao processo de saber, alimentar e analisar todas as movimentações financeiras de uma organização.

Afinal de contas, não há como ter um controle sem saber o que precisa ser controlado.

Fazer esse processo de alimentação e análise dessas movimentações é muito importante para que a tomada de decisões seja estratégica e direcionada para as dores que sua organização possa ter, ou em um cenário positivo, novos investimentos.

Além disso, o controle das finanças não pode apresentar erros nesse processo de alimentação, já que estamos falando da saúde financeira da sua empresa, erros nessa etapa podem resultar em análises erradas, o que levará sua empresa a decisões erradas.

Por isso, fazer essa gestão com o auxílio tecnológico é fundamental!

 

Como a tecnologia pode auxiliar no controle financeiro?

Sabemos que a automação de processos operacionais tem sido o ponto alto da tecnologia nas grandes empresas, e seu crescimento cada vez maior não é à toa.

Com a automação implementada é perceptível a diminuição de erros operacionais, de tempo de trabalho, gastos derivados desses erros e ganhos de estratégias mais sólidas, já que a equipe que está sendo auxiliada pela automação consegue priorizar ações mais importantes.

Dentro da gestão financeira empresarial não é diferente. A automação no processo de alimentação de dados é essencial para que erros não aconteçam, para que não exista tempo sendo utilizado de forma rasa.

Então venha descobrir quais atividades podem ser melhoradas pela automação tecnológica dentro do controle financeiro:

 

  • Integração com o ERP da sua empresa

Quando falamos da organização de grandes empresas, não existe a possibilidade disso acontecer sem um ERP. É através dele que as informações passam de departamento em departamento, para que o fluxo completo de venda e recebimento aconteçam.

Mas não é apenas através do ERP que sua empresa conseguirá extrair os dados importantes que devem constituir seu controle financeiro.

 

  • Integração com seu sistema de gerenciamento financeiro

Ter um sistema de gerenciamento financeiro é fundamental! Pois é através dele que você conseguirá evitar os erros no processo de alimentação do seu controle.

O papel do sistema de gerenciamento é permitir a integração entre a sua empresa e os seus bancos parceiros, fazendo o processo de envio e recebimento desses arquivos bancários.

Desta forma, o sistema conseguirá atualizar de forma instantânea todas as suas movimentações bancárias, disponibilizando-as através de relatórios customizáveis e destacando os pontos que fazem a diferença para sua análise.

 

  • Processos financeiros

Com a integração do seu ERP, com o seu sistema de gestão financeira e os bancos parceiros, todo e qualquer processo financeiro acontece de forma muito mais fácil, levando menos tempo e esforço.

Além disso, é importante ressaltar que através da padronização de layouts bancários, realizado pelo EDI, sua empresa consegue alcançar novos bancos e criar relacionamentos com eles, tendo a possibilidade de negociar melhores valores e condições com cada um.

 

Como fazer um controle financeiro empresarial?

Como conseguimos ver até agora, a organização e o controle financeiro são essenciais para garantir a saúde financeira da sua empresa.

Também já falamos de ferramentas e processos que facilitam esse controle, agora vamos conhecer como ele pode ser feito e o que precisa ser levado em consideração.

 

Controle de contas a pagar e a receber

Como mencionamos, é essencial que no seu controle financeiro tenha todas as movimentações financeiras que são realizadas, porém, também é preciso identificar e conhecer os valores que entrarão na empresa.

Por isso, o controle precisa abranger o contas a pagar e o contas a receber, tendo dessa forma uma visão clara e correta sobre gastos e lucros.

Outro ponto importante é identificar sua carteira de clientes inadimplentes, pois o seu controle também precisa prever o valor que, infelizmente, não será pago, para assim conseguir ter um plano de ação mensalmente para esses clientes devedores.

 

Fluxo de caixa

O fluxo de caixa é essencial no controle da sua empresa, por mais que ele pareça algo simples, é uma ferramenta poderosa no momento de realizar a projeção de investimentos futuros.

Mas, não adianta fazer o fluxo de caixa e passar o olho nele uma vez por mês, para que ele consiga nortear suas ações estratégicas, é necessário um acompanhamento no dia a dia sobre ele.

Um bom fluxo de caixa informa de maneira objetiva todas as entradas e saídas da empresa, além de manter uma fácil visualização sobre a geração de receitas e a estrutura de gastos que sua empresa tem.

O comparativo entre os meses e metas estipuladas também é um bom termômetro para entender se tudo permanece nos trilhos ou se sua empresa está começando a perder o controle.

 

Capital de giro

Essencialmente, o capital de giro se refere a diferença entre a quantia que há em caixa na sua empresa e o valor que sua empresa precisa realizar de pagamento. É a diferença entre receitas e despesas.

Ou seja, ele auxilia no processo de verificação se há quantia suficiente para que a empresa continue seu processo de produção e/ou comercialização.

Por isso, manter um capital de giro interessante é sempre uma boa alternativa para ter estabilidade e continuidade nos negócios.

 

Fundo de reserva emergencial

Imprevistos acontecem a qualquer momento, sua empresa precisa estar preparada para lidar com uma situação inesperada e não quebrar após passar por ela.

Com isso em mente, é essencial um fundo de reserva emergencial! Para isso, recomendamos que seja separado uma parte do seu capital, fazendo com que parte do seu lucro seja destinado a esta reserva.

 

DRE – Demonstrativo de Resultados

O DRE é um documento contábil que tem como principal objetivo mostrar de forma clara um determinado período de tempo, usualmente sendo 12 meses.

É através dele que podemos medir efetivamente o ganho de lucro líquido da organização.

Indispensável no momento de realizar um planejamento anual, o DRE deve estar presente em todas as organizações.

 

Gerenciamento de custos

O processo de gerenciar os custos de uma empresa visa ter uma análise clara sobre custos fixos e custos variáveis, com o objetivo de te auxiliar a fazer um planejamento de metas para recebimento que geram um lucro líquido alto com um volume baixo de gastos.

 

Agora que você já conhece bastante sobre o controle financeiro empresarial, não deixe de contas com o auxílio tecnológico que a Finnet pode te proporcionar.

Seja através de softwares de gestão financeira, como também através do EDI Financeiro no envio dos seus arquivos bancários, nós conseguimos auxiliar sua empresa!

Fale agora com um de nossos consultores e vamos conversar!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Email

VEJA MAIS CONTEÚDOS RELACIONADOS

Se inscreva na nossa newsletter!