A Automação leva benefícios para toda empresa, mas aqui falaremos especificamente sobre o departamento financeiro, na emissão de relatórios e como ela é um investimento inteligente para as empresas!

Grande parte das empresas tem dificuldade em entender o quão é importante investir em automação financeira e como isso pode trazer grandes benefícios para o seu negócio.

No cenário atual, a maioria das pequenas e médias empresas mostra que o setor financeiro é dividido entre grandes profissionais que passam o dia todo focados em processos manuais e correndo atrás de cobranças, pagamentos, boletos, custos, despesas e grandes planilhas na área de trabalho do seu computador.

Por isso, todo o dia vê empresas que declaram falência, afinal, não conseguem acompanhar a rotina financeira da empresa de forma correta.

Mas, não precisa ficar com medo! Por isso, existem softwares e que por meio deles a automação financeira controla várias operações do departamento financeiro, assim como: emissão de NFs e boletos, agendamento de contas a pagar, conferência das contas a receber, geração de relatórios automáticos seguros e em tempo real.

Vamos entender os benefícios de investir em automação financeira, e como a rotina financeira do seu negócio pode representar uma enorme liberação de tempo e energia para atividades mais estratégicas.

Redução no tempo gasto com a gestão

A redução no tempo gasto com a gestão financeira é o um dos pilares mais importantes. As máquinas conseguem realizar processos repetidamente, sem distração ao contrário de pessoas. Por isso, podem reduzir e muito o tempo das atividades e garantem maior precisão para o seu negócio.

Organização e segurança de processos e informações

Entendemos que, pela ausência de distrações também permite que os dados e as informações sejam trabalhados pela automação financeira sejam mais assertivos e seguros. Além disso, a automação, as informações da sua empresa serão sempre preservadas, evitando vazamentos de informações sigilosas, facilitando assim que todos os dados da empresa se mantenham seguros.

Controle de processos financeiros

Assim como todas as informações ficam reunidas em um único sistema, é possível acompanhar todas as movimentações financeiras da empresa e ter certeza que todas as obrigações e tarefas estão sendo cumpridas. Assim também, como o controle de orçamentos fica mais fácil de visualizar, ficando claro se os custos e despesas estão dentro dos limites definidos.

Aumento da produtividade

Com o controle e segurança oferecidos pela automação financeira, os sócios e colaboradores que antes estavam focados nessas tarefas podem focar em ações mais estratégicas para o sucesso do negócio. Assim, a tendência é que a produtividade aumente e sua empresa cresça ainda mais!

Redução de custos

Com os processos automatizados, sua empresa ganha com a diminuição de custos extras com extratos e taxas de operações, já que as informações estão interligadas com os bancos. Os gastos causados por retrabalhos e erros operacionais também diminuem com a automação financeira. Além disso, é possível redirecionar a mão de obra que antes estava focada apenas nas rotinas financeiras para atividades mais estratégicas.

Automação de relatórios gerenciais e otimização de resultados

A emissão de relatórios é parte fundamental no andamento de todas as áreas, principalmente do financeiro. Isso porque a análise de dados é fundamental para tomada de decisões com embasamento e maior taxa de assertividade. 

Durante a rotina de trabalho, a necessidade de criação de relatórios “emergenciais” pode acabar impactando demandas planejadas e tempo de entrega de projetos, pois a busca e consolidação de dados demanda tempo e um cuidado especial com os dados gerados. 

O que são relatórios gerenciais?

Relatórios gerenciais são documentos gerados para organizar dados, simplificar as informações mais importantes e relevantes dos processos que envolvem as atividades de uma empresa.

Os objetivos devem ser claros e objetivos, de acordo com a necessidade de cada empresa. O excesso de informações pode ser prejudicial, dificultando o entendimento dos empresários, podendo assim aumentar a margem de erros na tomada de decisões.

Qual o perfil de empresa deve automatizar relatórios?

Normalmente, empresas de médio e grande porte são os principais perfis de automatização de relatório, mas tudo depende do número de dados que você possui e a frequência com que precisa de relatórios. 

Suponhamos que você tenha uma empresa de pequeno porte que possui um número alto de produtos/serviços ou um alto número de clientes e fornecedores cadastrados em base de pagamento e recebimento. Mesmo sendo de pequeno porte, sua empresa se encaixa perfeitamente entre as que necessitam de uma automação de relatórios, pois você pode tornar esse processo mais rápido e dinâmico, aumentar o número de possibilidades e ficar a poucos cliques da informação que precisa.

Por que devo automatizar relatórios gerenciais?

Os relatórios gerenciais são importantes para a tomada de decisão empresarial. A automação tem por objetivo facilitar a realização de processos burocráticos, trazendo benefícios variados como mais agilidade, aumento da produtividade e até redução de custos.

Dados mais rápidos e confiáveis. 

Tomadas de decisões dependem de avaliações minuciosas e muitas vezes decididas em poucas horas. Com a automatização na emissão você consegue os dados em poucos minutos e sua decisão é tomada em poucas horas.

Insights para tomada de decisão

Quando automatizamos o processo, abrimos um leque de possibilidades na geração: Data, range de valor, número em estoque, quantidade de vendas e etc, tudo dependendo do modelo de negócio que você atua.

Entendimento dos Dados

Através softwares analíticos, dashboards são gerados e você consegue fazer o acompanhamento de forma mais dinâmica, isso porque os dados são apresentados de uma forma que facilita a leitura e entendimento.

Economia 

Sem perceber, empresas dispendem de horas de trabalho dos colaboradores para geração de relatórios, deixando-os alocados em uma demanda operacional que pode ser facilmente substituída por um sistema, assim você pode alocar o potencial humano para atividades mais analíticas que resultarão em melhores resultados para sua empresa.

Investimentos inteligentes nas empresa

Ao pensar em investimentos inteligentes em um ambiente empresarial, algumas questões se fazem pertinentes: os lucros advindos são satisfatórios? O que a organização faz com o dinheiro rendido? Os investimentos fazem a diferença?

É comum que os investidores errem, o que é aceitável, já que todo investimento envolve riscos. Além disso, é com os erros que podemos aprender, através da análise constante de objetivos e resultados.

Uma empresa que investe com inteligência age com ponderação, mensuração de dados e estratégia. Por outro lado, investimentos inteligentes não significam investimentos conservadores.

Como investir com inteligência

Como dissemos, um investimento inteligente não necessariamente remete a uma modalidade conservadora, como no caso de um investimento em renda variável que apresente considerável oscilação.

Então, qual é a chave para sua empresa realizar investimentos inteligentes?

A estratégia.

A área de finanças engloba muitos termos e por vezes possui sistemas complexos, mas há algumas ações que podem ajudar sua empresa a fazer investimentos inteligentes, ou seja, lucrativos e valiosos.

Tenha metas

Fazer qualquer investimento sem planejamento não é uma boa ideia. É imprescindível que a empresa tenha metas, as quais devem ser compatíveis com o capital inicial, na modalidade de investimento pela qual optou.

Antes de delimitar as metas, pense:

  • Qual vai ser o montante investido?
  • Qual é a pretensão de lucro?
  • Como posso ir aumentando a meta com o tempo?
  • Quais são os objetivos de cada tipo de investimento?
  • Quando e como se dará o investimento?

Investimentos inteligentes são sinônimo de pesquisa, planejamento e ação pontual.

Por exemplo, uma área promissora para investimento das empresas é o marketing: a Gartner aponta que 63% dos diretores de marketing esperam que seus orçamentos aumentem em 2019, o que significa que aquelas empresas que não investirem na área estarão em desvantagem no mercado.

Que tal diversificar?

Investimentos inteligentes são investimentos diversificados. Ainda que o investidor seja conservador e ressabiado, é indicado que ele diversifique.

Por quê? Nem sempre o investimento rende o esperado, apesar das especulações, e em um só dia tudo pode mudar. Investimentos de diferentes tipos permitem que a empresa investidora tenha mais segurança.

Avalie bem as modalidades de investimento disponíveis,  correlacionando-as à situação financeira e às metas de sua empresa.

Análise é essencial

Como mencionado acima, pesquisa é algo necessário para investimentos inteligentes. A palavra “inteligência” remete a pensar, considerar, ponderar, agir com sabedoria.

Quanto mais pesquisa, menor a margem de erro no investimento.

Investigue o mercado, especialmente se for investir em ações. Avalie os riscos e os dados, sempre considerando as necessidades e possibilidades financeiras e estruturais de sua empresa.

E atenção: nunca pare de pesquisar, pois a aprendizagem é um processo contínuo também nos negócios, além do fato de que o mercado é dinâmico e está em constante mudança.

No mercado de finanças, é importante que você considere as taxas de administração: elas propiciam lucro para os diferentes lados envolvidos em uma negociação. E mais: podem influir negativamente no rendimento, se forem de 1% ou mais.

Por fim, bons negócios não dependem sempre do feeling ou da boa e velha intuição. Com dinheiro não se brinca, ainda mais em uma organização que se pretende respeitável e lucrativa. Lembre-se: investir com inteligência exigem conhecimento sobre o mercado, além de estratégias e diversificação, sempre buscando resultados.

A Finnet dispõe de diversos serviços de gestão e análise, desenvolvidos especialmente para ajudar sua empresa a fazer investimentos inteligentes. Conheça todos eles em nosso site!