Afinal, o que é o risco sacado?

Propriamente dito, o risco sacado se trata da obtenção de recursos financeiros para o capital de giro de uma empresa através da utilização da antecipação de recebíveis. O risco sacado têm diversos nomes como: desconto de títulos, confirming, forfait. Uma empresa (sacado ou âncora) que possui diversos fornecedores e deseja realizar o risco sacado, oferece a antecipação das suas compras para os seus fornecedores receberem os seus recebíveis antes da data de pagamento. Desta forma, quando uma empresa realiza o risco sacado, o banco ou o caixa da própria empresa, antecipa o valor de recebimento de um fornecedor, através do crédito que o sacado possui com o banco, sendo assim o banco utiliza a confiabilidade de uma empresa âncora para antecipar os recebíveis dos seus fornecedores.

Qual é o objetivo do risco sacado?

O risco sacado tem objetivos tanto para o lado do sacado como para os fornecedores. Para o sacado o seu objetivo principal é rentabilizar o fluxo de caixa e fortalecer o relacionamento com os seus fornecedores. Já para os fornecedores é a opção de receber os seus recebíveis rapidamente através de uma opção de crédito mais barata que um empréstimo bancário. Quer saber como funciona a rentabilidade de caixa? Então acompanhe a leitura abaixo.

Como é o processo de risco sacado?

  1. Um fornecedor realiza a venda de um produto para o seu cliente, com um prazo de pagamento com vencimento para 90 dias, assim esse fornecedor envia a sua nota fiscal e boleto para o seu cliente pagar.
  2. O cliente que fez a compra com o fornecedor realiza o agendamento desse pagamento em seu banco
  3. O Banco ou o cliente que possuir a solução de Risco Sacado irá localizar as notas fiscais que podem ser antecipadas e disponibilizar para os seus fornecedores o valor da antecipação.
  4. O fornecedor acessa o sistema da solução de antecipação ou do banco utilizado para risco sacado e solicita a antecipação do recebível.
  5. O banco que fizer a antecipação irá cobrar uma taxa em cima do valor e depositar o valor na conta do fornecedor.
  6. Após isso o cliente terá o valor debitado da nota em sua conta na data de vencimento original da nota fiscal.

Existe uma diferença entre realizar o risco sacado através da mesa própria (caixa do cliente) ou com o banco em que explicamos abaixo no nosso fluxograma.

Mesa Própria

Banco

Qual a diferença entre risco sacado e adiantamento a fornecedores?

Os dois processos possuem diferenças básicas, no caso do adiantamento a fornecedores, a empresa âncora paga a sua compra para o fornecedor antes do vencimento, até mesmo antes da entrega do produto, sendo assim quem decide quando irá efetuar o pagamento é a empresa compradora. Já no risco sacado quem decide quando irá receber é o fornecedor, pois conforme acompanhamos acima, a empresa âncora oferece a antecipação para o fornecedor e ele escolhe receber antes.

O que mudou com a nova lei 11.638/07 para o risco sacado?

Através da adoção da lei 11.638/07 nas normas internacionais de contabilidade, foi observado que as operações de risco sacado agora serão categorizadas como uma transação de financiamento de mercadoria ou bens de capital, sendo assim, deverão constar no registro do balanço patrimonial e na demonstração de resultados, com o objetivo de não distorcer as demonstrações financeiras assim como indicadores financeiros como o EBITDA.