Se você já é um profissional do departamento financeiro ou busca entender como funciona a cadeia de suprimentos na área financeira, essa matéria é imprescindível para a sua formação. Atualmente a gestão de fornecedores é algo que vem demandando uma gestão especializada e se mostrando assim de grande importância na estrutura de uma empresa. Nesta matéria iremos abordar sobre esta modalidade de crédito com os seguintes tópicos: 

  • O que é Supply Chain Finance?
  • Principais vantagens e desvantagens do Supply Chain Finance
  • Como funciona na prática
  • Como contratar o Supply Chain Finance

O que é Supply Chain Finance?

O conceito do Supply Chain Finance é focar na gestão dos fluxos financeiros dentro de uma cadeia de suprimentos, sendo que se formos detalhar mais esse conceito poderiamos separar nos seguintes tópicos:

  • Redução de custos para crédito
  • Obtenção de recursos
  • Aumento de capital nas cadeias produtivas
  • Redução da necessidade de capital de giro
  • Encurtamento de tempo de recebimento dos fornecedores
  • Flexibilização de prazos entre empresas e fornecedores

Na prática o Supply Chain Finance busca atender todas as necessidades que os fornecedores possuem ao mesmo tempo que otimiza o fluxo de caixa da empresa compradora, sempre buscando uma situação de ganha-ganha. 

Principais vantagens e desvantagens do Supply Chain Finance

Já compreendemos que o Supply Chain Finance tem como objetivo estabelecer uma relação de ganha-ganha entre empresa e fornecedor, desta forma entendemos que o conceito sempre estará em oferecer facilidades de financiamento vantajosas para os fornecedores, através da antecipação de prazos que por consequência ajudará a fortalecer o capital de giro da empresa.

Criamos uma lista das principais vantagens para as empresas e para os seus fornecedores e logo em seguida entenda as principais desvantagens:

Fornecedores: 

  • Possuem a opção de buscar o pagamento antecipado para aumentar o capital de giro;
  • Otimização no fluxo de caixa;
  • Maior segurança financeira na cadeia de compradores;
  • Recebimento de pagamentos de forma ágil.

Empresa:

  • Equipe de compras consegue negociar melhores condições de pagamentos com descontos e tempo mais alongado;
  • Otimização no fluxo de caixa;
  • Otimização do capital de giro devido a prazos mais longos de pagamento;
  • Fortalecimento das relações comerciais com a sua cadeia de fornecedores;
  • Aumento da liquidez através da extensão dos prazos de pagamento;
  • Otimização do planejamento financeiro.

O Supply Chain não possui uma lista de desvantagens, o ponto principal a ser analisado hoje é o excesso de burocracia nas documentações solicitadas pelas instituições financeiras. Desta forma a nossa dica é que você busque instituições que oferecem uma forma desburocratizada de análise, como Fintechs que possuem toda a sua operação de forma digital e ágil.

Como funciona o Supply Chain Finance na prática

O funcionamento do Supply Chain Finance é baseado em acordos entre instituições bancárias e parceiros comerciais,  desta forma as empresas compradoras possuem um alongamento dos prazos de pagamento, enquanto a cadeia de fornecedores consegue receber antecipadamente com taxas de juros mais baixas. Já para os bancos, o lucro acontece pela margem dos juros pagos pelos fornecedores pelo risco de crédito absorvido. 

Lembrando que o Supply Chain Finance pode ser realizado também pelo caixa próprio da empresa, excluindo a necessidade do banco e ajudando a empresa a rentabilizar o seu próprio caixa recebendo os juros dos pagamentos que iriam para os bancos.

Como contratar o Supply Chain Finance

Antes de realizar a contratação desta modalidade de crédito você deve avaliar por quais instituições financeiras você irá realizar: fintechs, bancos, factorings ou FIDCs. O ideal é analisar cada oferta e escolher a que mais se encaixa para as suas necessidades no momento, sempre tire todas as dúvidas com os especialistas da instituição para então contratar a modalidade de crédito para a sua cadeia de fornecedores. Após a contratação o próximo passo é o cadastramento dos seus fornecedores na instituição, assim você estará pronto para aprovar a operação e possibilitar a antecipação de recebíveis. Desta forma o seu Supply Chain estará pronto para a operação.

Resumindo o Supply Chain Finance possibilita a criação de valor para toda a cadeia de suprimentos, estabelecendo relações de ganha-ganha de forma sustentável e vantajosa.

Quer saber mais detalhes sobre essa modalidade também conhecida como Risco Sacado? Então acesse nossa matéria que explicamos detalhadamente a modalidade.